Livros

Os livros dispostos nesta seção foram organizados por ano de publicação. Clique na imagem da obra para adquiri-la ou fazer download.  Para mais detalhes acerca das produções, consulte o meu currículo Lattes e busque pelo título do trabalho.

2016

Redes sociais e ensino de línguas: o que temos de aprender?


Será possível utilizar as redes sociais para outros fins além de comunicação, compartilhamento de informações e entretenimento? Para o ensino de línguas, por exemplo? As redes sociais facilitam ou dificultam esse ensino?
As redes sociais expandem nichos que se mostram como ambientes adequados para a realização de uma diversidade de práticas discursivas. As reflexões e investigações feitas neste livro trazem três contribuições importantes para a área dos estudos da linguagem: explicar as redes sociais; mostrar como elas refletem a sociedade de onde surgem; descrever as mudanças que elas podem introduzir nessa mesma sociedade.
Os capítulos evidenciam a necessidade de compreender como se dá a interação humana na virtualidade, onde tempo e espaço assumem dimensões diferentes, alterando profundamente as relações humanas, na medida em que podem, de modo simultâneo, aproximar e afastar.
Se, por um lado, parecem reproduzir algo já existente, por outro, as redes sociais fazem também emergir uma realidade diferente, transformando aquilo que pensamos conhecer. As redes sociais têm profundo impacto na realidade e, por isso, temos um bom motivo para estudá-las.





2015

Letramentos, discursos midiáticos e identidades: novas perspectivas


O livro apresenta artigos importantes e relevantes para a área da linguística aplicada. O livro traz reflexões críticas sobre letramento, multiletramentos, letramento crítico e letramento digital sempre com um viés que aborda questões de identidades que é um tema de extrema importância tanto para professores como para alunos. As pesquisas deste livro certamente tem um caráter inovador e aborda questões para que professores em serviço e professores em pré-serviço tenham acesso a pesquisas atuais e que muito contribuirão para a área de linguagem no contexto brasileiro.




Olhos do Tempo


O livro não foi achado. Falar com Júlio acerca da sua disponibilização.





2014

Pragmática Linguística: interfaces teóricas e exercícios de análise


A originalidade deste livro reside em focar não apenas estudos teóricos e análises da língua em uso, tão caras à Linguística Aplicada, mas em fazer isso sob uma perspectiva dialógica, com a inclusão de várias vozes teóricas que se unem as dos principais autores da pragmática. O leitor encontrará um rico diálogo da Pragmática com várias vertentes teóricas: Análise da Conversação, Funcionalismo,Linguística Cognitiva (metáforas), Análise do Discurso, Estudos Críticos do Discurso, e Sociologia Interacional.




Linguagem, Tecnologia e Sociedade


O livro não foi achado. Consultar Júlio acerca de sua disponibilização.




Discursos, ideologias e representações sociais


Nosso principal interesse neste livro é oferecer uma contribuição ao campo de estudo das representações sociais e, com esse fim, apresentamos, paralelamente aos seus aspectos teóricos e metodológicos, discussões que entrecruzam duas amplas áreas do conhecimento, a saber, a Educação e a Linguística Aplicada.





2013

EaD em Tela: docência, ensino e ferramentas digitais


Na geração da EaD que vivenciamos atualmente, tem-se a possibilidade de lidar com tecnologias flexíveis e inteligentes, mediadas pela web, as quais permitem que as interações entre atores em EaD se deem de forma bastante diversificada e eficaz. Isso tem permitido que o espaço de construção de conhecimento se amplie e que o acesso a ele seja mais fácil e que vá se construindo com isso uma sociedade plural. Entretanto, mesmo com (ou talvez até por isso mesmo) os avanços relativos a essa modalidade de ensino na atualidade, há muito ainda o que se discutir sobre os caminhos da EaD. É nesta perspectiva que esta obra se constitui. Os artigos que a compõem trazem reflexões sobre algumas nuances da EaD, partindo de questionamentos em relação à própria modalidade de ensino, à formação específica de docentes para esse campo e ao material didático produzido para o ensino a distância.





2011

2 Chip (Colóquio Nacional sobre Hipertexto)


O livro não foi achado. Consultar Júlio.




Educação & Tecnologia


O livro não foi achado.




Linguística Aplicada e sociedade: ensino e aprendizagem de línguas no contexto brasileiro


O livro retrata que, embora determinadas forças políticas queiram promover uma dicotomia entre a sociedade e a escola, hoje em dia, em função do espralamento das tecnologias digitais, é impossível que estas duas instituições se "ilhem" em si mesmas. Assim, importantes discussões como as que envolvem a noção de gêneros e sua relação com o ensino, a educação linguística e o trabalho de professores de línguas, as noções de identidades, tecnologia e livro didático podem significar o rompimento de diques que a sociedade impõem a si e, por consequência, às suas agências de letramento, provocando o desaguamento das práticas sociais de linguagem representadas por forças que entendem que elas não podem adentrar a sala de aula. Finalmente, este livro mostra que, na área dos estudos linguísticos aplicados, a preocupação com questões já cristalizadas, como a didatização dos gêneros do discurso, a educação linguística e o trabalho do professor dialogam com temas mais emergentes, tais como as relações entre tecnologia, linguagem e educação. Esses temas revelam que a agenda atual da pesquisa em Linguística Aplicada se mostra preocupada em compreender as suas relações com os diversos campos da sociedade.





2010

Línguas na Web: links entre ensino e aprendizagem


Como está a inserção da tecnologia nos cursos de Letras? O que se espera do professor nesse novo contexto? Ele continua ocupando o centro do palco ou sofre deslocamentos? Como enfrentar as crenças sobre aprendizagem on-line e as resistências de alguns alunos? Como os alunos percebem o uso do e-mail no ensino de uma língua estrangeira? Quais são as possibilidades do uso educacional das redes sociais? Essas e muitas outras questões são discutidas neste livro. Os textos desta coletânea reúnem uma grande variedade de temas, tais como o papel do professor na modalidade de ensino on-line; fóruns educacionais; elaboração de materiais didáticos; processo de construção de saberes mediado pelo computador; hipertextualidade, leitura hipertextual e construção de hipertextos; objetos de aprendizagem e repositórios virtuais; redes sociais; ambientes virtuais de aprendizagem; letramento digital e letramento crítico; wikis e Wikipedia; interação mediada por computador por meio do MSN Messenger, e-mail e chat.





2009

Letramentos na web: gêneros, interação e ensino


Neste livro, Letramentos na web, os organizadores reúnem vários artigos baseados em pesquisas recentes sobre novos letramentos com focos em gêneros digitais, interação e ensino. Os trabalhos incluídos neste volume são resultados das reflexões produzidas pelos participantes do Grupo de Pesquisa Hiperged e dos alunos da Disciplina Letramentos na Web do Programa de Pós-graduação em Linguística da UFC e conta com a participação de Ilana Snyder da Monash University, Austrália. O volume privilegia temáticas variadas, desde o panorama das pesquisas sobre letramento digital no Brasil e Austrália até as questões fundamentais relativas ao uso das tecnologias no ensino de línguas. No conjunto, esta obra traz uma excelente contribuição a professores, pesquisadores e interessados em estudos de linguagens.




Gêneros textuais e comunidades discursivas: um diálogo com John Swales


O livro reúne artigos produzidos a partir da leitura da obra de John M. Swales, constituindo-se numa grande contribuição aos estudos do texto e do discurso. Ao contemplar os questionamentos de pesquisadores brasileiros sobre os gêneros discursivos, esta obra acaba por demonstrar as várias aplicações do trabalho de Swales e a produtividade do campo e da análise de gêneros no Brasil.




Linguagem & Tecnologia: hipertexto, gêneros digitais e ensino - Revista Linguagem em (Dis)curso


Os artigos estão disponíveis na web.




Linguagens, Educação e Desafios das Novas Tecnologias


O livro não foi achado. Consultar o Júlio.





2007

Internet e Ensino: novos gêneros, outros desafios


Produto indisponível em todos os sites verificados.




Linguagem e Educação: fios que se entrecruzam na escola


Parece imensamente oportuno, pois, que se reforce o empenho pela pesquisa lingüística de diferentes fenômenos, nomeadamente quando tais fenômenos recobrem o domínio amplo e significativo do texto, do discurso e de suas múltiplas incursões. Essa pretensão está visivelmente presente no livro Linguagem e Educação: Fios que se entrecruzam na escola. O próprio título já aponta para a interdependência entre os que se cruzam, que se perpassam mutuamente. Na verdade, a proposta central do livro é por em destaque que não se pode pensar educação sem linguagem e que explorar a linguagem representa uma forma de desenvolver nas pessoas suas capacidades para compreenderem melhor o mundo e, assim, atuarem socialmente de forma ampla, crítica, participativa e adequada as situações concretas da interação social. Por isso, o livro está organizado para considerar, em primeiro lugar, a relação entre “práticas discurso e ensino”, em segundo, entre “literatura e ensino” e, por fim, entre “prática pedagógica e legislação educacional”, cumprindo, assim, de forma tão significativa, áreas ou perspectivas que transcendem em muito as estreitas visões da prescrição lingüística.




Interação na Internet: novas formas de usar a linguagem


Produto indisponível em todos os sites de compras.





2018

Escrita em espaços institucionais: da escola à universidade


Pela pluralidade de temas, abordagens e reflexões, esta obra traz valiosas contribuições à área de escrita acadêmica. O conjunto de todos os artigos mostra a necessidade de se conscientizar sobre o ensino da escrita em seus diferentes aspectos nas culturas disciplinares (nas diferentes áreas de conhecimento) e ao longo dos cursos de produção textual, além de contribuir para a formação dos letramentos acadêmicos e científicos. Os artigos são inspiradores para todos os pesquisadores interessados em desenvolver pesquisas em escrita escolar e acadêmica em espaços institucionais e formais de ensino pelas diferentes abordagens apresentadas. A escrita em espaços institucionais: da escola à universidade é uma obra de pesquisa e de referência que dialoga com o leitor-professor, formador e aluno, capaz de empoderá-lo a aprender sobre escrita acadêmica e de estimulá-lo a futuras pesquisas na área.




Avenidas da alma


"Que coisa é a alma? De que substância é composta? Como tornar apreensível algo que é sopro, espírito, matéria diáfana? Pois Júlio, generosamente, entrega um mapa de sua alma nesses poemas, na esperança de que os leitores encontrem seus próprios mapas para dentro de si mesmos. [...]

A cada página, a cada poema, o leitor é convidado a percorrer becos, ruas (algumas com ladeiras), praças, avenidas… Não suportando a imobilidade, a alma se rebela contra qualquer gesto de aprisionamento, contra qualquer pedaço de arame farpado. Se insurge até mesmo contra a poesia, que não suporta travessões porque não quer o diálogo. A alma perambula entre passado, presente e futuro como quem procura resquícios de dor e de luz. Mas, será que o corpo vai junto nessa dança? Será que o corpo sonha liberdade? Será que o corpo se entrega ao rio e ao mar com desejo de ser imensidão?

Há uma música nos poemas de Júlio. Consigo escutá-la nos movimentos, no ruído e no marulhar, no vento que sopra sobre a palavra seu bafo morno de vida. A poesia-música de Júlio é feita de som e silêncio, tem uma gradação de cores que vão do pálido cinza até o laranja crepuscular. É assim que vejo e escuto essa poesia. Sinestesia pura. A recorrente metalinguagem nesses textos e o uso de neologismos revelam o desejo do autor de fazer do poema um objeto lúdico, na certa, para mostrar que somos homo ludens mais do que homo sapie

ns."

(Claudicélio Rodrigues, Professor de Literatura Brasileira, UFC)